Jardim Monte Cristo ganha muro e calçada brincante

Entre os dias 21 e 23 de outubro mais de 60 adolescentes atendidos pelo Instituto Paulo Freire de Ação Social transformam o visual da rua Nivaldo Pereira, na Zona Sul de Campinas. A pintura e a escolha dos elementos que compõem o cenário – notas musicais, jogos, linhas e letreiros – fazem parte de uma ação do Projeto Caminhos da Escola, iniciativa da Federação das Entidades Assistenciais de Campinas (Feac), em parceria com a entidade Acupuntura Urbana (AU) e o Instituto Paulo Freire.

Com pincel e tinta em mãos, eles colocam em prática o projeto arquitetônico que desenharam em conjunto durante rodas de conversa no Instituto, quando foi realizado o mapeamento afetivo do território. “As crianças apontaram locais que gostam e que não gostam na comunidade e definiram juntas onde seria feita a intervenção”, explica a facilitadora da Acupuntura Urbana, Renata Laurentino.

A atividade além muro exprime o cotidiano das oficinas educativas no Instituto. Atuantes desde a escolha da cor e do formato das letras, os adolescentes do Projeto Frutificar (entre 12 e 13 anos) reconheceram seu território social e decidiram identificar o ambiente que tanto estimam.

Após a conclusão da etapa de pintura, o movimento deve continuar por ali, onde os espaços de lazer são escassos. No “muro de self” as crianças poderão fazer fotos divertidas soprando notas musicais. Na calçada, um teclado musical, linhas e círculos, serão fontes de inspiração aos transeuntes que passarem por ali. Já o asfalto, com “amarelinhas” revitalizadas, deve virar pista de brincadeira.

O Projeto Caminhos da Escola ainda prevê mais um encontro entre as crianças das cinco entidades beneficiadas com o mesmo tipo de ação no município de Campinas. O Instituto Paulo Freire é a entidade com possui o maior número de crianças envolvidas – 40% do total – e sediará o encontro.