Instituto Paulo Freire reforça parceria com escolas contra evasão

Uma iniciativa pedagógica capitaneada pelo Instituto Paulo Freire de Ação Social a partir deste ano deve revolucionar os níveis de frequência e rendimento das 210 crianças e adolescentes atendidas no projeto social, gerando ganhos também para as escolas públicas nas quais os atendidos estão matriculados.

“Em 2020, o caderno “Vai e Volta” traz uma cultura nova de comunicação não só com a família, mas também com a escola, comprovando que a criança ou o adolescente esteve lá – afinal eles fazem parte desses três lugares”, explica a coordenadora pedagógica do Instituto Paulo Freire, Sandra Landim, que decidiu ampliar a ferramenta de controle interno do projeto, instituindo o tripé de monitoramento Instituto-Escola-Família.

O sistema cria um fluxo de comunicação e aproxima as instituições, assegurando resultados melhores no processo de formação dos atendidos. “Se somos um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos queremos fortalecer também o vínculo com a escola”, reforça a coordenadora pedagógica do Instituto Paulo Freire.

Considerando a importância da ação integrada, o Instituto interiorizou problemas – como a evasão e a repetência por faltas – vivenciados nas escolas em que seus atendidos estudam.

Na outra ponta, a parceria para o controle de fluxo foi recebida com entusiasmo: “Passei falando com todas as professoras sobre a importância de estarem assinando o caderno. Inclusive, a maioria já criou uma rotina: a criança já chega e deixa o caderno sobre a mesa da professora para que ela possa assinar e devolver”, comenta Mariângela Freitas de Faria, mediadora escolar e comunitária da Escola Estadual Prof. Washington José de Lacerda Ortiz. “Acho super importante fazer esse controle e entender que eles não ficam soltos no contraturno”, acrescenta.

A intenção é garantir a frequência e elevar o nível de interesse pelo aprendizado, de modo que o conteúdo da educação formal e das oficinas oferecidas pelo projeto social gerem, no mesmo compasso, desenvolvimento integral e superação de situações de vulnerabilidade das crianças e adolescentes atendidos no Instituto Paulo Freire.