A entidade

O Instituto Paulo Freire de Ação Social é uma Organização da Sociedade Civil, que trabalha desde 2007 com crianças e adolescentes com idade de 06 a 14 anos e 11 meses, em diversas oficinas, mantendo-os ocupados e afastados das ruas. Este projeto nasceu do sonho do seu idealizador, pastor Paulo Freire, que queria oferecer cuidados às crianças e adolescentes das comunidades mais carentes, reinserindo-os na sociedade. Pensando nisso ele se juntou a um grupo de voluntários iniciando as atividades da entidade.

Tem suas ações voltadas para o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, contribuindo assim com a comunidade para a prevenção às situações de vulnerabilidade e o risco social. Realiza articulação de referência e contra-referência com a Rede Social (DAS, CRAS, UBS, Conselho Tutelar, Escolas e outros recursos da comunidade).

Promover o desenvolvimento de programas e ações educacionais, culturais, artísticas e esportivas em benefício da comunidade, trabalhando a convivência e o fortalecimento do vínculo familiar, baseado nos quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser.

Ser referência no trabalho socioeducativo, respeitando a heterogeneidade das famílias, valores, crenças e identidades.

  • Respeito ao ser humano
  • Responsabilidade Social
  • Transparência
  • Ética

Localização

Sua obra relevante é o Centro de Desenvolvimento I, que fica no Jardim Monte Cristo, instalado na maior ocupação da América Latina no Bairro Parque Oziel.
Este é o piloto de uma série de projetos idênticos que serão implantados nos próximos anos em Campinas e em outras cidades do estado de São Paulo.

Um crescimento notável no atendimento à comunidade!

A entidade começou as atividades com 70 atendidos. Hoje, são atendidas 210 crianças e adolescentes diariamente, divididas segundo o contraturno escolar.

Inserção social da entidade

A região de atuação do Instituto, O Jardim Monte Cristo, é um dos locais do município de Campinas de maior “vulnerabilidade social”, marcado por um histórico de lutas sociais pelo direito a moradia.  Hoje o poder público e também as organizações sociais, como é o caso do Instituto Paulo Freire de Ação Social, buscam garantir a cidadania plena à população do bairro.

O foco da atuação do instituto é o futuro, e é por isso que procura oferecer oportunidades as crianças e adolescentes da comunidade. Acreditando que a partir do incentivo dado aos meninos e meninas será possível resgatar autoestima, estimulando-os a vislumbrarem uma realidade melhor para si e para suas famílias.

O Instituto retira as crianças da ociosidade e das ruas, que muitas vezes, às encaminham para caminhos ilícitos, e lhes oferece além de carinho e afeto, atividades educativas e um ambiente acolhedor, proporcionando o fortalecimento de vínculos e uma vivencia digna de cidadania.

Sua atuação é vinculada às atividades educativas pautadas na educação não formal, pretendem preencher os períodos de ociosidade dos adolescentes com atividades lúdicas, formativas, prazerosas que estimulem a criatividade, as habilidades senso – motoras, a capacidade de raciocínio lógico matemático, linguístico e musical na formação cidadã e no bom desempenho da educação formal.